quarta-feira, 5 de maio de 2010

EUA, 5513 bombas; Irã, 0. E o Irã deve ser punido?

por Brizola Neto(www.tijolaco.com)


Os EUA revelaram hoje possuir mais de 5 113 ogivas nucleares ativas, capazes de destruir o planeta várias vezes. Isso sem falar nas milhares de armas nucleares que aguardam desmontagem. O Irã não tem nenhuma e é pressionado pelos EUA a interromper seu programa nuclear, que garante ser para fins pacíficos. Franz Kafka descreveria essa situação de maneira magnífica.

A ONU abriu hoje a conferência sobre o Tratado de Não Proliferação e o secretário-geral Ban Ki-Moon apelou pela eliminação completa do arsenal nuclear. O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, presente ao encontro, pediu um calendário específico para a eliminação de todas as armas nucleares no mundo e questionou a presença dos EUA no conselho de governadores da Agência Internacional de Energia por ter utilizado bombas atômicas contra o Japão.

A despeito da briga diplomática, o discurso iraniano faz sentido. Como o único país do mundo ater utilizado uma bomba atômica contra populações civis, os EUA não têm autoridade para serem arrogantes neste tema. O mesmo se daria no combate às armas químicas, lembradas agora nos 35 anos do fim da guerra do Vietnã pelo uso intensivo de agente laranja, um desfolhante químico que dizimou áreas férteis, mutilou homens, mulheres e crianças e deixou uma seqüela de deformações genéticas nos vietnamitas.

A preocupação com o fim das armas nucleares é importantíssima, e qualquer país que ameace a segurança do mundo deve ser observado e até punido. Mas com um parâmetro único. Por que os EUA e outros países podem ter armas nucleares e outros não podem? Por que os países que têm armas nucleares não sofrem nenhum tipo de sanção? Por que países com conflitos graves internamente e/ou em suas fronteiras, como Israel e Paquistão, não despertam a mesma preocupação que o Irã? O próton é ideológico? O neutron islâmico é mau e o americano é bonzinho?

A conferência sobre o TNP vai durar um mês e é uma ótima oportunidade para um entendimento digno, de boa-vontade mútua. O discurso de supostas armas de destruição em massa já levou a guerras desnecessárias, provocadas unilateralmente pelo único país que as utilizou, e aumentou a insegurança no mundo.

Um comentário:

Odisséia disse...

Por questão de viabilidade técnica resolvemos hospedar nosso blog no Blogspot.
O endereço anterior no Wordpress fica, a partir de hoje, desativado.
Agradecemos a visita e contamos com a sua participação.
Vereadora Odisséia Carvalho
http://blogdaodisseia.blogspot.com/