segunda-feira, 29 de março de 2010

Para onde vai a Odisséia? Para mares nunca dantes navegados ou irá encalhar sua Nau na lama?

Foi só a vereadora Odisséia dar um tímido passo a esquerda, apontando para uma possível construção de algo genuinamente alternativo, para que aqueles que não têm o menor interesse em uma mudança verdadeira em Campos contra-atacassem, tentando puxar a vereadora para seu curral fétido e imundo.

É ridícula a tentativa de inventar figuras na política de Campos, e mesmo inventar projetos de um vereador que nunca foi petista e que nunca apresentou um projeto amplo para a cidade, para com isso, tentar enquadrar a vereadora na pseudo-alternativa que o ‘Pig campista” quer empurrar para Campos. ( Para mais detalhes sobre o “Pig Campista” ver: http://outroscampos.blogspot.com/2010/02/os-pigs-e-oposicao-em-campos.html )

A análise disso é que o cerco se fecha para a vereadora Odisséia, cada vez mais fica claro que ela deverá escolher qual tipo de projeto político ela buscará construir. Que ela estará contra o Garotinho, parece líquido e certo, porém resta saber em que lado das fileiras contra garotinho ela vai estar. Irá ela compor a base do projeto que visa vencer garotinho mesmo sem ter a pretensão de romper com o que ele representa ou ela buscará construir uma base genuinamente alternativa para Campos?

A primeira opção representa a aliança com o “garotismo” anti-garotinho, ou seja, a continuidade da maneira de fazer política engendrada por garotinho, só que pelas mãos dos filhos que ele criou e que brigaram com o “pai”, bem ao modo da relação de saturno e seus filhos na mitologia grega, filhos estes que no caso são Arnaldo Viana e Cia. Ainda nesta primeira opção estão a “viúvas do império rural”. Essas viúvas são partes do que sobrou da velha elite local, a qual foi destronada por garotinho e quer derrotar seu inimigo. Quem melhor representa isso é o Pig local e sua sanha em manipular e moldar um projeto pseudo-alternativo para a cidade. O velho e marcante conservadorismo se traveste de moderninho, finge querer mudança para manter as coisas como estão.

A outra opção é um trabalho árduo e arriscado, porque ainda não existe como um projeto, deverá ser construído entre anseios e vontades dispersas. Para isso terá que reunir os frangalhos do PT, movimentos sociais e sindicatos que ainda restam, setores do PPS, do PCdoB e Psol e acima de tudo mapear e entender com quais setores da sociedade campista poderá contar.

Qual lado ela irá optar? Não é fácil de prever, porque mesmo tendo ela participado do governo de Mocaiber sua história como militante antiga das lutas sindicais e do PT a empurram para o outro lado. Acredito que a resposta pode ser encontrada no tamanho da ambição da vereadora. A escolha é: ter papel de destaque em um movimento que ainda precisa ser construído, mas poderá mudar a cara da cidade para sempre, ou ter um vida política com pouco brilho e talvez mais estável a curto prazo, porém correndo o risco de ter seu nome ligados a escândalos na política.

Essa é a pergunta que o povo de Campos espera que a vereadora responda. E então, para onde vc vai Odisséia?

15 comentários:

douglas da mata disse...

O que vai ser:

Cabeça de mosquito ou rabo de elefante?

douglas da mata disse...

Pois é Brand,

Veja que nem o meu comentpário sobre o assunto, os meninos do núcleo quiseram publicar.

Será que foi a mando da vereadora?

Ou será que esse negócio de "não bater" palmas para "maluco dançar" é só o biombo de alianças espúrias e indizíveis?

Quem sabe? Sem debate, fica difícil!

Brand Arenari disse...

Concordo Douglas, sem debate é o fim da política e da democracia. Eu, como a maioria das pessoas não tenho dinheiro para comprar votos, nem amigos poderosos, nem controlo grupos armados, ou seja, só resta ao povo o debate e a força das idéias como arma política, para nós se esquivar do debate é um tiro no pé.
Abraço.

Anônimo disse...

O PCdoB se enquadra na parte dos que buscam o melhor para Campos, bem representado pela Professora Odete que, se eu não me engano, é a presidente do partido em Campos. Temos bons representantes no PPS como o vereador Rogério Matoso. O que a Odisséia vai fazer? Talvez disputar as eleições de 2012 por uma questão de "guerrinha" com outros políticos e, sem construir nada, nem mesmo uma concretização de campanha já que entrou com a falta de Renato Barbosa. Entretanto, pode ser que ela se afogue!!


Verônica Barreto

Anônimo disse...

"Temos bons representantes no PPS como o vereador Rogério Matoso."

Que ????

Acho que essa ai frequentava os shows de pagode dele.

Parem o mundo que eu quero descer.

Anônimo disse...

Acredito que as forças estejam abertas, mas a vereadora em questão acha que vai fazer tudo sozinha. Acho que como disse a colega acima "pode ser que ela se afogue".


Thiago Nunes

Anônimo disse...

Desculpe!! Não sabia que o Matoso era pagodeiro.


OBS para o colega sem nome...


"Que" acompanhado de interrogação necessita de "^", ou seja, Quê?

Verônica Barreto

Anônimo disse...

Falta de acentuacao eh um erro perdoavel nos blogs, cara Veronica.

Sua estrategia eh velha e canalha: ataque o portugues ou qualquer coisa nao relacionada ao inves de "justificar" a sua opiniao acerca do nobre vereador.

Brand Arenari disse...

Cara Verônica,
Eu acredito muito, assim como vc, que o PCdo B e a professora Odete possam e vão colaborar muito para um a construção de um projeto alternativo para nossa cidade.

Quando falei do PPS pensei em figuras como a do Sérgio Diniz e do Prof. Hamilton (este responsável pelo “Controle Social”). Quanto ao Rogério, não conheço muito sua vida política, conheço apenas pessoalmente, e posso dizer que um cara legal, gente boa e que todos gostam, o fato dele ser pagodeiro nada interfere nisso, pelo contrário, eu Tb gosto de pagode. O problema é que ele se formou politicamente nos setores de Mocaiber, estará ele disposto a romper com isso? Tomará que sim, ele Tb pode ser importante, para o bem ou para o mal.

Não podemos esquecer do Erik Schunck. Ele é um exemplo de ética e de militância.

E sobre a vereadora Odisséia, nós precisamos convencê-la que é melhor estar do nosso lado, do que ao lado daqueles que querem assaltar o município. Ela ainda é uma esperança, e eu ainda acredito no potencial dela.

Um grande abraço e obrigado pela visita e pelo comentário.

Brand Arenari disse...

Tiago,
Eu penso assim, se ela se afogar sozinha, tds nós saímos perdendo. Pq ela ainda é uma possibilidade, não podemos deixar ela se afogar sozinha, pq se isso acontecer, quem ganhará será Garotinho, Arnaldo, A Folha da Manha e etc.
Um Abraço.

Flávio disse...

A colunista que arrasta o pé dizia no Cabernet outro dia: aquele Secretário de Comunicação "come na minha mão".
O garçom ouviu.

Estilo de vida disse...

Concordo quando o Brand Arenari diz que oPCdoB esta bem representado pela professora Odete e acredito na possibilidade dela vir a colaborar pra uma mudança com cheiro de verdade, mas infelizmente a vereadora Odisséia, parece ter escolhido um mar agitado para navegar, por favor, joguem a bóia pra ela.

Brand Arenari disse...

Estilo de vida, então precisamos jogar a boia não é? O pCdoB precisa se pronunciar, o Psol tb. Pq até agora só o PIG de Campos e alguns setores do PT parecem querer se aproximar do mandato de Odisséia. Ele precisa de uma alternativa de apoio à esquerda. Esses partidos e todos nós precisamos criar essa possibilidade para ela.
Obrigado pelo comentário e visita.

Gustavo disse...

Brand, você melhor que eu sabe que na política não existe espaço vazio e como se dá a disputa por espaços... Para se ter idéia o PT sequer convidou demais forças locais de esquerda para a posse do presidente. E depois desta já ocorreram encontros, como em atos públicos, onde o senhor presidente local do PT ficou de marcar conversas até hoje não marcadas.

Neste ponto acredito ser necessário uma avaliação do PT. Afinal valeria a pena essa retomada de espaço a qualquer custo a um partido que está a frente do país há quase 8 anos e numa cidade relevante como Campos preferiu viver a sombra de projetos demagogos na maior parte deste tempo? São os outros partidos que não procuram o diálogo ou o PT que se afasta tentando se manter "em destaque"?
O que seria melhor para a cidade? O que seria melhor para o coletivo? Participar de um projeto íntegro, de desenvolvimento local, ainda que como coadjuvante ou deixar a vaidade falar mais alto? É muito fácil utilizar um discurso em prol do coletivo, mas colocá-lo em prática é o grande X da questão.

O PCdoB, o PSol, o PCB, independente de suas divergências dialogam em Campos. Mas o PT...

Brand Arenari disse...

Gustavo, belo comentário. Muito informativo, sobretudo para mim, que não sei como andam essas coisas. Fico feliz em saber que estes outros partidos estão mantendo diálogo, e por outro lado lamento muito a postura do PT, tal como vc narrou. Seria ótimo estes partidos elaboraram propostas para um projeto alternativo para a cidade e pressionarem o PT a tomar uma posição.
Queria dizer que o nosso blog está aberto para vc e para membros destes partidos se manifestarem e postarem algo sobre o problema da esquerda em Campos. Precisamos começar a debater qual foram os erros da esquerda em Campos. Se vc quiser postar algo sobre isso, ou mesmo uma crítica a postura do PT publicaremos com prazer.
Valeu pela visita e pelo comentário.