segunda-feira, 19 de abril de 2010

O que representa o “retorno” de Ilsan à câmara?

Certamente é muito cedo para fazer afirmações muito taxativas sobre os impactos políticos da posse de Ilsan, no entanto, algumas coisas parecem óbvias.

A primeira delas, é que isto pode representar o início da recomposição do grupo político capitaneado por Arnaldo, o qual se encontra meio perdido depois da derrota nas últimas eleições municipais. Ilsan pode ser o elo que faltava para recompor as alianças daquilo que nos chamamos de “garotismo anti-garotinho”*. Estes impactos deverão ter efeito a médio e longo prazo.

A curto prazo, acredito que o maior impacto do reaparecimento de Ilsan cairá sobre as ambições da vereadora Odisséia. Até então, a Odisséia ocupava o cargo de “primeira dama do PIG campista”. Era lançada candidata a prefeita pelo PIG, desfrutava de muitas manchetes nos jornais do PIG, entrevistas, blogs, coluna no jornal para o marido etc. E a partir de agora, como será esta relação?
Vale lembrar que Ilsan, além de teoricamente ter maior peso político, tem alianças mais sólidas com o PIG. Por mais que podemos pensar que o mandato de Odisséia é mais um produto de sua aliança com Arnaldo Viana e os “Telhadeiros” do que um produto do PT enquanto partido, há sempre fantasmas no partido querendo puxar a vereadora Odisséia para a esquerda, o que desagrada o PIG.
É claro que, no que depender do PIG, este tentará manter as duas como suas “companheiras”, o difícil (há quem ache que isso não é difícil) é fazer com que alguma ocupe o papel de “amante” enquanto outra de “primeira dama”. Alguém aí terá que repensar suas ambições. . .


* Assim como na mitologia grega, em que os filhos de Saturno se revoltam contra o pai, o “garotismo anti-garotinho” são os “filhos” políticos de Garotinho que se revoltaram contra seu criador. Enfim, é o modelo e prática política criada pelo Garotinho, mas sem ele, ou seja, uma falsa oposição.

6 comentários:

Anônimo disse...

Interessante análise. Será que é por isso que a Odisséia criou um blog dela fora da Blogsfera do PIG?

PALAVRAS ACESAS disse...

Arenari
Recebeu o meu e-mail respondendo a sua pergunta? Caso a resposta seja negativa, envie mensagem para gracietesnnunes@yahoo.com.br
Saudações
Graciete

Anônimo disse...

Ôôôô, Arnaldo voltou, Arnaldo voltou oôôô!!!!

Gustavo Carvalho disse...

Caros Brand e amigos do "Outros Campos", todos concordamos que o objetivo estratégico (e civilizatório) fundamental é a derrocada final do garotismo e de seus derivados. Nós do Núcleo do PT temos a convicção da necessidade e trabalhamos para a construção coletiva de uma alternativa de esquerda para Campos e região. Para nós do PT a candidatura própria em 2012 é uma meta imperativa! Mas esse propósito não se encerra a projetos cesaristas-personalistas. Ou seja, muito embora a vereadora Odisséia (única mandato do PT na câmara municipal, para o qual temos o dever partidário de contribuir!) figure como uma das postulantes possíveis de encabeçar o projeto de candidatura própria, o PT possui diversos quadros qualificados e de grande espírito público aptos para tal tarefa. De qualquer modo, uma construção coletiva como essa não se limita a um gesto de vontade de um único partido ou segmentos social. Precisamos de todos os campistas indignados e dispostos para luta! Abç

Brand Arenari disse...

Caro Gustavo,
muito obrigado pela visita e o comentário. E também, muito bonita as suas palavras, imagino ser isso que a população espera do PT, só não entendi muito o que elas tem a ver com o texto que postei.
Talvez eu esteja equivocado nas coisas que escrevi no texto, e seria ótimo ouvir suas críticas e ponderações.
Talvez por estar distante e não ser um membro do partido eu não saiba o que realmente está acontecendo. De repente a vereadora do PT está muito mais ligada a setores progressistas do município do que a certos grupos conservadores, e seja um equívoco meu achar que ela vai disputar o PIG com Ilsan.
Daqui eu só tenho acesso aos jornais e blogs pela internet, pode estar acontecendo algo que não faço idéia. Do tipo: o mandato do PT (Odisséia) rejeita a aliança com o PIG e se une aos partidos de esquerda e movimentos sociais da cidade para fazer um mandato participativo e popular, e assim construir as bases de uma candidatura alternativa.

Espero em breve postar algo sobre a possibilidade do PT capitanear um projeto alternativo para a cidade de Campos, imagino que vc poderá contribuir muito neste debate.

Um abraço.

Estilo de vida disse...

Acredito que as duas saberão se entender, até porque sabem que é ano eleitoral, e não iriam por suas vaidades acima do que na essência dizem querer. É claro vai se ouvir de tudo, muitos vão criar suposições de divergencia entre elas., mas sinceramente, não acredito que isso ocorra. São inteligentes demais pra deixar isso acontecer.