sábado, 19 de abril de 2008

Chineses protestam em Berlim contra o boicote das Olimpíadas


Os chineses foram ás ruas hoje em Berlim para protestar contra o boicote as olimpíadas na China. Dentre muitas bandeiras da China e da Alemanha, muitos cartazes que diziam que o boicote as olimpíadas era algo como o muro de Berlim, e atacavam também a suposta parcialidade da imprensa ocidental, acusando esta de divulgar somente a visão do Tibete. Sorte dos chineses que a Alemanha é um país democrático, que permite manifestações deste porte, nas quais conta com apoio da polícia para evitar qualquer problema. Gostaria de saber se eles poderiam fazer o mesmo no país deles. Talvez lá, a polícia também estaria presente, mas para cumprir outros fins.

3 comentários:

Xacal disse...

Tudo bem mas e os palestinos, armênios e todos os outros povos vítimas de injustiças e diásporas também...

Será que são esquecidos porque hollywood não ungiu sua causa com filmes e atores budistas...?

Vitor Peixoto disse...

Gostaria de que alguém com mais informações pudesse descrever as situações dos trabalhadores do Tibet. Ao que me chegou, parece que os monges mantém trabalho escravo sob seus domínios. Como não conheço a história desse povo, prefiro apenas provocar o debate.

Abraços,

Xacal disse...

Como todo regime teocrático, distorções são cometidas em nome da fé...

outra provocação que gostaria de fazer é:

Nos países onde os protestos de tibetanos aconteceram, ocorreu um desrespeito aos povos dessas nações, que bem ou mal, aceitaram o rito da passagem da tocha olímpica...

Tais protestos turbaram o direito desses povos a decidirem se querem ou não protestar contra os desmandos chineses, que aliás, infelizmente, não são exclusividade deles...